domingo, 19 de setembro de 2021

No plenário da Câmara, deputado Hildo Rocha faz homenagem póstuma ao ex-senador Magno Bacelar

 

O deputado federal Hildo Rocha fez, no plenário da Câmara, homenagem póstuma ao ex-senador Carlos Magno Duque Bacelar que faleceu na madrugada desta terça-feira (14), aos 83 anos, vítima de acidente vascular cerebral (AVC). Ele estava internado desde o dia 4 de setembro em um hospital particular de São Luís.

Magno Bacelar foi Deputado Federal, por quatro vezes; Senador da República, Secretário de Educação no Estado do Maranhão, Deputado Estadual, vice-prefeito de São Luis e Prefeito de Coelho Neto, sua terra natal.


“Era um grande empreendedor, um homem inteligente, uma pessoa de bom caráter. Fundou a primeira emissora de televisão no Maranhão em 1963, a TV Difusora, que era afiliada da Rede Globo de Televisão. Também fundou a primeira rádio FM do Estado do Maranhão, em 1979, além de uma rádio AM, em 1955. Portanto, é uma perda muito grande para o Estado do Maranhão a morte de Dr. Carlos Magno Duque Bacelar”, destacou Hildo Rocha.

Além dos cargos eletivos, Dr. Magno Bacelar também exerceu funções públicas no Poder Executivo estadual: foi subchefe da Casa Civil e secretário de estado da Educação, no Governo Pedro Neiva de Santana e secretário de Justiça e Interior, durante o governo João Castelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa