terça-feira, 29 de março de 2022

Operação Tarrafa: Hildo Rocha parabeniza Polícia Federal por desbaratar quadrilha que fraudava seguro defeso


Em pronunciamento na tribuna da Câmara, o deputado federal Hildo Rocha parabenizou a Polícia Federal pelo êxito na Operação Tarrafa, ação que teve como objetivo desbaratar quadrilhas que fraudavam o seguro defeso.

A fraude era praticada por servidores do INSS e da Secretaria de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura que inseriram indevidamente o nome de pessoas no cadastro de pescadores artesanais que têm o direito de receber o seguro defeso de 4 meses. As pessoas que eram credenciadas de forma fraudulenta dividiam o dinheiro com os integrantes do esquema criminoso.


“Estão envolvidos presidentes de entidades em defesa dos pescadores, muitas das quais visam apenas cometer fraudes, muitas delas não tem interesse em proteger os pescadores, usam a entidade como balcão, a fim de cometer fraudes no sistema previdenciário. O prejuízo levantado já chega a 2 bilhões de reais, enquanto pescadores que realmente merecem receber o seguro defeso não recebem”, destacou.

Sistema que deveria evitar fraudes jamais entrou em funcionamento

De acordo com Hildo Rocha, o sistema que o Ministério da Agricultura prometeu colocar em funcionamento, desde o ano passado, a fim de evitar fraudes, nunca entrou em funcionamento.

“Estive com o Secretário da Pesca, que tinha prometido, para o fim de 2020, que haveria um sistema para evitar tais fraudes, mas, infelizmente, o sistema ainda não está funcionando. Com isso, as fraudes vão continuar. Alguns pescadores que têm direito não recebem, mas há comerciantes recebendo, como no Maranhão há empresários que estão recebendo dinheiro do seguro-defeso. Isso é um absurdo! Felizmente a Polícia Federal fez um belíssimo trabalho. Portanto, parabenizo a instituição pela ação que colocou fraudadores do Seguro Defeso na cadeia”, sublinhou Hildo Rocha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa