segunda-feira, 18 de abril de 2022

Corolla desgovernado invade residência no centro de Miranda do Norte e por pouco não provoca uma tragédia de grandes proporções


Por muito pouco não tivemos uma tragédia com proporções inimagináveis no início da noite deste sábado (16), em Miranda do Norte,  quando um carro desgovernado invadiu uma residência na avenida do Comércio, centro de Miranda do Norte.


Por volta das 19h do último sábado (16), moradores de uma residência foram surpreendidos por  um automóvel modelo Corolla de cor cinza, placa NXN-0598 descontrolado, que terminou por entrar em uma casa na avenida do Comércio, no centro de Miranda do Norte. Felizmente os prejuízos foram apenas de ordem material, sem vítimas.    


Acionada, a Polícia Militar 2ª CIA 23º BPM  esteve no local do ocorrido,  onde constataram a veracidade dos fatos. A suspeita de conduzir o veículo não foi localizada no local do sinistro, apesar das buscas realizadas não foi possível identificar e localizar a condutora. Conforme informações da Polícia, o  dono da residência teria informado a guarnição que o proprietário do veículo, ainda não identificado, entrou em contato via telefone informando que arcaria com todos os danos materiais provocados pelo acidente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Credibilidade é o nosso maior patrimônio

Nosso objetivo é fazer jornalismo com seriedade, produzindo conteúdo regional, sobre política, economia, sociedade e atualidade, na forma de opinião, editorial e criticas.

Não usamos de artifícios como sensacionalismo, imagens apelativas, chocantes ou degradantes, tampouco textos, frases, ou palavras chulas para obter acessos.

Não somos o primeiro a divulgar a informação, mas somos quem apresenta o conteúdo checado, aprofundado e diferenciado.

Aqui oferecemos aquele algo mais que ainda não foi dito, ou ainda não foi mostrado.

Noticias qualquer um pode divulgar, mas com apuração e seriedade só aqui.

Comentários anônimos, ou que contenham, palavrões, pornografia, ataques pessoais, calúnias ou difamações não serão publicados.

Jornalista Abimael Costa